sábado, 23 de abril de 2011



È preciso perder para dar valor, é preciso errarmos para vermos os erros, é preciso destruirmos para querer-mos, é preciso pedir desculpa para sentir dor, é preciso arriscar para descobrir, não me vou agarrar ao passado, vou viver o presente e agarrar o futuro, lutar para amanhã ser melhor que ontem e que hoje, vou lutar para que no futuro não haja mentiras e traições, para que no futuro estejam só pessoas verdadeiras, coisa que tu não és, já fechei muito tempo os olhos, já perdi muito tempo, agora retomei o meu caminho, segui a procissão e corri um risco, arrisquei talvez consiga sorrir, sem arriscar não vou saber, e para mim baixar os braços, é uma coisa que não consta na minha vida.

« Mesmo que só sigas quando a procissão já foi bem longe acredita que vais chegar ao mesmo sitio que eles, não na mesma hora, mas vais chegar. »

4 comentários:

Cláudia Matos disse...

Lindo!

Jéssica disse...

é que é mesmo amor.tem de se perder para se dar valor:s

vanésa matos disse...

pode crer melhor amiga, porque quando temos não damos valor necessário, depois quando perdemos olhamos para trás e vimos o erro por não ter dado valor merecido as coisas mesmo importantes da nossa vida :$

Cheila Dias disse...

OBRIGADA a todas $: