quarta-feira, 11 de maio de 2011





Hoje abri os olhos, aprendi a não confiar, a guardar os meus próprios segredos, aprendi a viver sem necessitar de certas ajudas, de certas pessoas, de certos sorrisos, de certos momentos, estou farta de cobardia, farta de ironia, farta de falta de criatividade, és do mundo à parte onde vive a puberdade, podes ser muito rica/rico, mas o teu coração está podre, fora de prazo e não sente, apenas sonha sentir.



« Aprendi a não acreditar, a viver e não sonhar, quanto mais sonhas mais sofres. »

1 comentário:

Martinha disse...

já tentei, mas tem sido mesmo muito complicado, o que sinto por ele só Deus sabe :c
Podes-me dizer o nome da música ? :$
Adorei o texto, apesar de não ser pelos melhores motivos, mas mesmo assim, mostra o quanto tu escreves bem, força para tudo*